3º Congresso Todos Juntos Contra o Câncer

Inicialmente, os cuidados paliativos foram pensados apenas para o tratamento oncológico, mas hoje englobam qualquer doença que ameace a vida por ser progressiva ou até mesmo incurável. É preciso desmistificar a ideia que, cuidados paliativos só devem ser empregados quando não há mais possibilidade de tratamento e o paciente estiver em condição de terminalidade.

Seu principal conceito é promover a qualidade de vida dos pacientes e seus familiares por meio de prevenção e alívio do sofrimento. São várias as formas de tornar essa situação o mais confortável possível ao paciente e aos seus entes queridos. A humanização no tratamento está justamente na maneira como a equipe avalia e aplica o plano terapêutico nos campos emocional, físico, cultural, social e até mesmo espiritual, afinal, todas essas áreas devem estar em harmonia para que o paciente se sinta bem. Neste debate, serão apresentados importantes aspectos, como o papel dos profissionais no planejamento e execução dos cuidados, as necessidades nutricionais os desejos dos pacientes e a importância do carinho, entretenimento e educação durante o tratamento do câncer.

Moderador: Valdir Cimino – Presidente da Associação Viva e Deixe Viver.

Palestrantes:
– Dra. Ana Claudia Quintana Arantes – Médica especialista em cuidados paliativos
– Dr. Ricardo Caponero – Médico Cuidados Paliativos
– Dra. Nise Yamaguchi – Médica Oncologista e Presidente da Associação das Mulheres Médicas
– Dr. João Marcos Rizzo – Médico especialista em Dor Oncológica
– Dr. João Paulo Ribeiro- Médico Assistente de Serviços de Emergência da Universidade Federal de São Paulo e Diretor do Instituto Horas da Vida

Organizadores: Abrale e Viva e Deixe Viver

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui