Canal Um Brasil: Indiferença com a pandemia aprofunda dor de quem vive luto

A profundidade da dor pela morte de alguém amado revela o quanto havia de amor naquela relação. Não obstante, quem está em luto, enquanto tenta se reconstruir, ainda se vê tendo de impedir que a tristeza transpareça, em função do distanciamento emocional das outras pessoas – agravado, de certo modo, durante a pandemia de coronavírus –, de acordo com a médica geriatra e sócia-fundadora da Casa do Cuidar, Ana Claudia Quintana Arantes.

Em entrevista ao UM BRASIL, gravada em 12 de junho de 2020 e uma realização da FecomercioSP, ela explica que “quando perdemos alguém, temos a impressão de que a nossa vida foi embora” com a pessoa amada, de modo que o enlutado “perde o parâmetro em relação à sua própria importância no mundo.”

Saiba mais acessando as redes sociais do Canal Um Brasil no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube: @canalumbrasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui